Reiki em 6 vezes no cartão de crédito

O estudo e a prática terapêutica holística, não importa qual técnica utilizada, demanda tempo e dedicação. Mais do que simples técnicas teóricas, é importantíssimo que o próprio terapêuta faça uma reforma íntima, corpo, mente e espírito. Afinal de contas, se ele quer ser um instrumento de harmonia e equilíbrio, é preciso vibrar com a mesma frequência para produzir saúde.

Querendo conhecer mais a respeito do Reiki, maravilhosa técnica de imposição das mãos dentre várias modalidades existentes, procurei um curso aqui em Campo Grande e qual não foi minha surpresa quando percebi que a organizadora do curso, estava querendo me vender não só o nível I Reiki mas também o nível II e III na sequencia. Recusei a oferta e procurei saber mais a fundo com verdadeiros Mestres o que estava acontecendo afinal. Onde estava o verdadeiro Reiki pregado pelo seu criador?

Do mesmo modo como me assustei e fiquei desorientado, muitas pessoas com certeza ficaram assim depois de constatar que existe por trás disso um verdadeiro comercio. 3 por 2, 3 por 2, quem vai levar!

Encontrei um texto maravilhoso que pode ajudar e muito a esclarecer o que acontece hoje com o Reiki.

Com certeza muitas pessoas não concordaram. O fato é que precisamos raciocinar sobre tudo o que vemos por ai e esse texto é um bom início para isso.

 

Grande abraço a todos.

 

CONSIDERAÇÕES SOBRE O REIKI

A energia cósmica é uma só. Tudo no universo é energia em graus variados de densidade. Quanto mais densa a energia, ela é chamada de matéria. Quanto mais sutil, pura luz ou apenas energia em estado radiante. Logo, tudo é energia. Ela é a base de toda manifestação.

Tanto no Rei Ki, quanto na cura prânica, no passe espírita, no jorei da messiânica, na imposição de mãos de um cristão ou na mentalização energética por meio de chacras, ainda é a mesma energia. O que varia é o mecanismo de canalização dessa energia.

Cada sistema usa um tipo de passagem de energia apropriado. Uns usam mantras e visualizações. Outros usam apenas a força de vontade ou a visualização de cores específicas. Outros utilizam-se da vibração das mãos. São muitos métodos diferentes de lidar com a força vital, e também muitas opiniões e discussões. Mas, com certeza a energia é a mesma para todos.

No caso do Rei Ki especificamente, há muitas pessoas fazendo e dizendo tolices a respeito, como por exemplo, dizer que até de pileque é possível aplicar um Rei Ki, pois o aplicador é só um canal. Isso é desmontado por um simples exemplo:

- Quando você liga a torneira da cozinha, a água desce da caixa d´água pelo encanamento. Se os canos estiverem cheios de ferrugem, a água sairá suja pela torneira. Logo, se um canal reikiano estiver sujo psiquicamente, fatalmente ele sujará psiquicamente a energia canalizada por ele. Já vi vários casos assim. Inclusive, casos em que a pessoa que recebeu o Rei Ki saiu passando mal.

Eis alguns detalhes para você considerar:

A maioria das pessoas que aplicam Rei Ki não tem a clarividência aberta para observarem diretamente o processo energético em andamento. Além disso, o que fazer quando existir um espírito aderido na aura do paciente? O reikiano dará Rei Ki no espírito também? Cobrará em dobro por isso?

Se o reikiano é apenas um canal, é a energia que faz todo o serviço. Logo, se o reikiano não fez nada, por que é que ele cobra por isso? O dinheiro da consulta deveria ser direcionado para o fundo monetário do Universo e para a conta do TODO, o dono de toda essa energia, maravilhosa fonte de vida e luz em todos os seres.

Nenhum ser humano é neutro em coisa alguma. Nossa mente processa milhões de pensamentos em poucos instantes. Esses pensamentos geram formas-pensamento (ideoplastias) em relação ao teor daquilo que foi engendrado pelo clima mental do pensador. Para alguém ser um canal neutro em uma aplicação de Rei Ki, só se a pessoa deixar de pensar enquanto faz a aplicação. Se ela está pensando, nem que seja um pensamento irrisório, ela estará naturalmente gerando energias correspondentes aquilo que pensou. E isso aparecerá em sua aura e influenciará suas energias internas e aquelas externas que ela estiver passando por seu campo energético. Por isso, é ilusão alguém achar que é apenas um canal de energia. Tudo aquilo que passar por seu campo energético (e isso sem mencionar as vibrações e freqüências dos corpos mais sutis, como o corpo espiritual e o corpo mental) assimilará suas características vitais.

É bom avisar ao pessoal reikiano que o amor é mais do que energia. É ele que faz a energia ficar maravilhosa.

Todos nós podemos ser excelentes canais, ainda mais quando colocamos um monte de pensamentos e sentimentos bacanas nas energias que passamos aos outros.

Não há um método energético superior aos outros. O que existe é a vaidade e o cinismo de muitas pessoas que arrogam-se superiores só porque usam um método que é muito comentado no momento.

Qual é o melhor método de passagem energética?

É aquele em que a pessoa sente-se bem com ele. Não é o método do outro, mas é aquele em que ela sente-se à vontade para trabalhar de seu jeito. Com liberdade, a energia flui mais facilmente e vai cheia de alegria na direção de quem precisa.

Tudo aquilo que reprime a expressão de um ser humano forma bloqueios energéticos em seus corpos sutis e em suas energias. Tudo aquilo que é feito com amor e alegria, não importa por qual mecanismo ou método, faz a energia assumir as cores desse estado íntimo sadio, levando, então, um monte de coisas boas para todos.

As pessoas podem pagar cursos caríssimos para aprender um método energético ou outro, mas a energia está permeando a tudo e é absolutamente natural. Ela pode ser assimilada, circular pelo campo energético e ser exteriorizada naturalmente, sem drama, sem complicações, sem vaidades, sem modismos e sem críticas aos outros métodos. É apenas um jogo energético de viver, uma troca energética com a vida, uma mistura do Jiva (do sânscrito: “alma humana”, “Alma Individual”) com o Alaya (do sânscrito: “Alma do Universo”), um acoplamento energético com a natureza e sua vitalidade.

Considero o Rei Ki um excelente método de aplicação energética, mas acho que há muitas informações sem consistência viajando por aí. Rei Ki é legal, mas há muitos reikianos sem condições e com a aura suja demais.

Tenho vários amigos que aplicam um excelente Rei Ki. Todos eles são pessoas fantásticas e cheias de amor e respeito pelas pessoas. São pessoas simples em seus procedimentos e são naturalmente bem humoradas. É por isso que seu Rei Ki é ótimo. Não é por causa dos mantras ou símbolos, é porque eles são maravilhosos como seres humanos! Os mantras e símbolos ajudam a conectar uma determinada atmosfera psíquica (egrégora – Ocultismo , holo-pensene – Conscienciologia) e sintonizam a pessoa com vibrações elevadas. Contudo, de que adiantaria isso se essas pessoas fossem canalhas?…

Junte alguns mantras e símbolos (ou prece, evocação, meditação) com alguém portador de vibrações benéficas e aí você terá a maravilha de uma boa canalização de energia, e chame do nome que quiser.

Falo desse assunto não como leigo, mas como alguém que conhece o assunto na prática. E como espiritualista responsável, faço desse texto um alerta a todos os que trabalham com energia: SEM AMOR TUDO FICA MUITO POBRE!

Muitas pessoas narram sintomas projetivos durante uma aplicação energética. Contam que sentiram-se flutuando sobre o corpo (oscilação astral) ou que sentiram a aura inflar (ballonemant) ou o corpo ficar paralisado (catalepsia projetiva). Isso ocorre porque a energia que interpenetra o paciente afrouxa os laços energéticos do cordão de prata (fluxo energético que interliga o corpo espiritual e o corpo denso durante uma projeção) e dilata sua aura. Além disso, há uma certa queda de metabolismo, devido ao relaxamento, e há uma variação no padrão de ondas cerebrais, que passa de ondas Beta para ondas Alfa ou Theta.

Algumas pessoas narram que perceberam a presença de espíritos durante a aplicação. Aí se abrem várias hipóteses, dependendo das circunstâncias:

No caso de espíritos benéficos:

Ela percebeu seus próprios amparadores (guias espirituais, mentores extrafísicos), que estavam ali para ajudá-la.
Ela percebeu os amparadores do reikiano, que estavam ajudando-o no processo.
Ela percebeu os amparadores do local (muitas vezes é um espaço espiritualista onde são realizados trabalhos espirituais de bom nível), que estavam dando uma força invisivelmente.

No caso de espíritos deletérios:
Ela percebeu os seus próprios assediadores espirituais (obsessores extrafísicos), que estavam ali tentando atrapalhar sua cura.
Ela percebeu os assediadores espirituais do próprio reikiano, que estavam ali tentando atrapalhar o processo.
Ela percebeu os assediadores espirituais do próprio local (muitas vezes um grupo espiritualista cheio de pessoas encrenqueiras e arrogantes, que falam de amor, mas que na prática são egoístas e levianos em suas práticas espirituais), que estavam ali porque o ambiente era propício a sua influência, por pura sintonia nefasta.
Se puder, aprenda o método do Rei Ki, pois é um dos melhores. Mas, aprenda outros métodos (cura prânica, passe espírita, mentalização iogue, exteriorização pelos chacras, estado vibracional) e some todos eles com o que você tem de melhor dentro de você.

Que suas mãos de luz e seus chacras brilhantes sejam luz no caminho dos homens!

E que o amor e o discernimento sejam seus guias em todos os caminhos!

Paz e luz!

- Wagner D. Borges -
São Paulo, 23 de setembro de 1999 às 04h:05

About these ads
Esse post foi publicado em Reflexões e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s